Tipos de fibras musculares

O SER HUMANO TEM DOIS TIPOS ESPECÍFICOS DE FIBRAS MUSCULARES NO SEU CORPO (FIBRAS VERMELHAS E FIBRAS BRANCAS, EMBORA EXISTAM OUTRAS), HAVENDO A PREDOMINÂNCIA DE UMAS EM DETRIMENTO DE OUTRAS DEPENDENDO DA SUA CONSTITUIÇÃO GENÉTICA.

QUANDO EXISTE O PREDOMÍNIO DE FIBRAS VERMELHAS, O INDIVÍDUO RESISTE MAIS AO CANSAÇO, MAS NÃO TEM TANTA FACILIDADE PARA GANHAR MASSA MUSCULAR. JÁ A PREDOMINÂNCIA DE FIBRAS BRANCAS PERMITE AO INDIVÍDUO TER MAIS FORÇA. É NORMAL QUE CERTO TIPO DE FIBRA MUSCULAR EXISTA EM MAIOR QUANTIDADE EM DETERMINADOS LOCAIS DO CORPO. ALGUMAS PESSOAS TÊM MAIS FIBRAS RELACIONADAS COM A RESISTÊNCIA NO ANTEBRAÇO E NA BARRIGA DA PERNA DO QUE NOUTRAS PARTES DO CORPO. COM O TREINO CONSTANTE, O ORGANISMO CONSEGUE ALTERAR A DISTRIBUIÇÃO DAS FIBRAS MUSCULARES, DANDO PREFERÊNCIA À ZONA QUE ESTÁ A SER TREINADA.

· FIBRAS VERMELHAS OU TIPO I: SÃO FIBRAS MUSCULARES QUE TÊM COMO PRINCIPAL CARACTERÍSTICA A COLORAÇÃO VERMELHA, DEVIDO AO GRANDE NÚMERO DE MIOGLOBINAS E MITOCÔNDRIAS. SÃO DE CONTRACÇÃO LENTA OXIDATIVA, TEM UM DIÂMETRO MENOR E NECESSITAM DE UM MAIOR FORNECIMENTO SANGUÍNEO. DEMORAM MAIS TEMPO A ATINGIR A FADIGA,TENDO POR ISSO MAIOR RESISTÊNCIA MUSCULAR, E UTILIZAM O OXIGÉNIO COMO PRINCIPAL FONTE DE ENERGIA. SÃO MAIS INTENSIFICADAS EM ACTIVIDADES DE BAIXA A MODERADA INTENSIDADE E DE LONGA DURAÇÃO. O SEU METABOLISMO É O AERÓBICO COM ELEVADA QUANTIDADE DE MITOCÔNDRIAS, PRODUZINDO BASTANTE ATP. ESTAS FIBRAS SÃO MAIS COMUNS NA MUSCULATURA DE ATLETAS DE ENDURANCE OU RESISTÊNCIA COMO CORRIDAS DE LONGA DISTÂNCIA OU CICLISMO.

 

· FIBRAS BRANCAS OU TIPO II: SÃO FIBRAS MUSCULARES QUE TÊM COMO PRINCIPAL CARACTERÍSTICA A COLORAÇÃO BRANCA POR POSSUÍREM UMA MENOR QUANTIDADE DE MITOCÔNDRIAS E MIOGLOBINAS EM RELAÇÃO AOS OUTROS TIPOS DE FIBRA. SÃO DE CONTRACÇÃO RÁPIDA, UTILIZAM O GLICOGÉNIO E A FOSFOCREATINA COMO FONTE DE ENERGIA, SENDO O SEU METABOLISMO ANAERÓBICO. TÊM A CAPACIDADE DE PRODUZIR FORÇA E POTÊNCIA MUSCULAR, O DIÂMETRO É MAIOR, CONDUZEM MAIS RAPIDAMENTE À FADIGA POR SEREM MAIS UTILIZADAS EM ACTIVIDADES DE ALTA INTENSIDADE E CURTA DURAÇÃO. SÃO AS FIBRAS QUE MELHOR RESPONDEM AO TRABALHO DE FORÇA E HIPERTROFIA, MAS NÃO AS ÚNICAS. ESTAS FIBRAS SÃO MAIS COMUNS NA MUSCULATURA DE ATLETAS DE FORÇA E VELOCIDADE. A TÍTULO DE EXEMPLO, ESTE TIPO DE FIBRAS É PREDOMINANTE EM ATLETAS CUJAS ACTIVIDADES ANAERÓBICAS EXIGEM ARRANQUES COM MUDANÇA DE RITMO E SALTOS COMO NOS CASOS DO BASQUETEBOL, FUTEBOL, NADADORES OU HALTEROFILISTAS.

MÉTODOS PARA IDENTIFICAR A TIPOLOGIA DE FIBRAS MUSCULARES:

- APENAS É POSSÍVEL SABER COM PRECISÃO OS TIPOS DE FIBRAS QUE PREDOMINAM EM CADA MÚSCULO DO INDIVÍDUO FAZENDO UMA BIOPSIA, MAS É UM MÉTODO COMPLICADO QUE EXIGE RIGOR POR PARTE DO MÉDICO E TEM ELEVADOS CUSTOS, POR ISSO ESTE MÉTODO É MAIS UTILIZADO PELOS ATLETAS.

- EXISTE TAMBÉM O MÉTODO DA DERMATOGLIFIA, QUE ATRAVÉS DAS IMPRESSÕES DIGITAIS CONSEGUE IDENTIFICAR DE FORMA APROXIMADA A TIPOLOGIA DE FIBRA MUSCULAR NO INDIVÍDUO.

- É AINDA POSSÍVEL IDENTIFICAR OS TIPOS DE FIBRAS ATRAVÉS DA OBSERVAÇÃO DOS EXERCÍCIOS. COM A ANÁLISE DA EVOLUÇÃO DOS MÚSCULOS, TORNA-SE VISÍVEL O TIPO DE FIBRA QUE PREDOMINA NESSA ÁREA DO CORPO.

PARA SE TER UM CORPO EM BOA FORMA, E BEM DELINEADO, É NECESSÁRIO TRABALHAR OS DOIS TIPOS DE FIBRAS, COMBINANDO TREINOS AERÓBICOS E ANAERÓBICOS.

YourGYM Online