Dietas Detox – Acordar para a realidade

HOJE EM DIA EXISTEM DEZENAS DE DIETAS DETOX, COM O OBJECTIVO DE LIBERTAR O CORPO DAS TOXINAS INGERIDAS DIARIAMENTE BEM COMO REDUZIR OS QUILOS A MAIS. DEPOIS DE UMA ÉPOCA FESTIVA EM QUE O CORPO CONSOME MAIS AÇÚCAR E GORDURA DO QUE ACONTECE DIARIAMENTE, HÁ SEMPRE A VONTADE DE FAZER UMA LIMPEZA AO ORGANISMO. MAS PODEREMOS CONFIAR PLENAMENTE NESTE TIPO DE DIETAS? NÃO. HÁ QUE ACORDAR PARA A REALIDADE E PERCEBER O QUE, DE FACTO, FAZEM AS DIETAS DETOX.

GRANDE PARTE DA COMIDA E BEBIDA QUE CONSUMIMOS CONTÉM PROPRIEDADES QUE NÃO SÃO BENÉFICAS PARA A NOSSA SAÚDE. NO ENTANTO, A IDEIA DE QUE PODEMOS TER UMA ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL E PURIFICANTE ATRAVÉS DE ESTRATÉGIAS COMO O JEJUM, A UTILIZAÇÃO DE LAXANTES, DIURÉTICOS E OUTRAS FÓRMULAS, VITAMINAS E MINERAIS OU ALIMENTOS FUNCIONAIS É APENAS UM MITO.

OS POUCOS ESTUDOS REALIZADOS NÃO TÊM POR BASE UM CORPUS REAL UMA VEZ QUE SÃO FEITOS EM ANIMAIS CUJA EXPOSIÇÃO AO “LIXO” É BASTANTE SUPERIOR À DOS HUMANOS E OS RAROS ESTUDOS EXECUTADOS EM HUMANOS NÃO TÊM UM GRUPO CONTROLO SUFICIENTEMENTE VARIADO PARA QUE OS RESULTADOS DOS TRATAMENTOS SEJAM VERIFICADOS. SE FOSSEMOS TRUTAS OU RATOS, PODERÍAMOS COMER COENTROS DE FORMA A REDUZIR A ACUMULAÇÃO DE CÁDMIO EM 30% OU A ACUMULAÇÃO DE CHUMBO NOS OSSOS EM 22%, CONTUDO, ESTAS PERCENTAGENS NÃO PODEM SER VERIFICADAS NOS HUMANOS. O CONSUMO DE CHLORELLA (UMA ALGA) DIMINUI A ACUMULAÇÃO DE METAIS PESADOS, COMO O MERCÚRIO E O CHUMBO, NAS ÁGUAS RESIDUAIS MAS NÃO HÁ NADA QUE COMPROVE O MESMO TRATAMENTO NO CORPO HUMANO. DESTA FORMA, NÃO É POSSÍVEL SABER COM CERTEZA ABSOLUTA O TIPO DE TOXINAS QUE ESTAS DIETAS PRETENDEM ELIMINAR E ESTE É O PRINCIPAL PROBLEMA DAS DIETAS DETOX.

OUTRO EFEITO QUE ADVÉM DESTAS DIETAS É A PERDA DE PESO. QUALQUER RESTRIÇÃO CALÓRICA ORIGINA UMA PERDA DE PESO. MUITOS DESTES PROGRAMAS DETOX ESTÃO DIRECTAMENTE ASSOCIADOS A UMA RESTRIÇÃO PROTEICA QUE LEVA INEVITAVELMENTE À PERDA DE GORDURA. TODAVIA, NÃO HÁ NADA DE BOM NESTA SITUAÇÃO. ESTA PERDA DE PESO TRAZ CONSIGO EFEITOS SECUNDÁRIOS COMO CANSAÇO, DORES DE CABEÇA, NÁUSEAS, INSÓNIAS OU AINDA ANSIEDADE. TRATA-SE DO DÉFICIT ENERGÉTICO, ACUMULAÇÃO ECTÓPICA DE XENOBIÓTICOS LIPOSSOLÚVEIS EM ÓRGÃOS COMO O CÉREBRO, E A SOBRECARGA HEPÁTICA QUE A LIBERTAÇÃO DAS TOXINAS PRESENTES NO TECIDO ADIPOSO PROVOCA À MEDIDA QUE VAMOS PERDENDO PESO. O GRANDE PROBLEMA QUE AQUI ENCONTRAMOS PRENDE-SE COM A NECESSIDADE QUE A DETOXIFICAÇÃO TEM DE CONSUMIR ENERGIA. SE EXISTE UMA RESTRIÇÃO CALÓRICA SEVERA, O CORPO NÃO TEM DE ONDE RETIRAR ESSA ENERGIA COMO TAL, ACABA POR RETIRAR MAIS DO CORPO DO QUE APENAS AS TOXINAS, PROVOCANDO ASSIM OS SINTOMAS ACIMA REFERIDOS.

UMA SITUAÇÃO QUE FOI VALIDADA QUER EM ANIMAIS QUER EM HUMANOS É A ACUMULAÇÃO INDEVIDA DE TOXINAS, APÓS A PERDA DE PESO, EM ORGÃOS COMO O CÉREBRO E OS RINS. COMO A PERDA DE PESO ESTÁ RELACIONADA COM A LIBERTAÇÃO DE SUBSTÂNCIAS LIPOFÍLICAS E UM ESFORÇO ACRESCIDO DO FÍGADO NA SUA METABOLIZAÇÃO, DURANTE UM DEFICIT ENERGÉTICO OS MECANISMOS HEPÁTICOS DE DETOXIFICAÇÃO NÃO ESTÃO A FUNCIONAR CORRECTAMENTE O QUE PODE AGRAVAR OS EFEITOS SECUNDÁRIOS MENCIONADOS.

NÃO EXISTEM PROVAS QUANTO AOS RESULTADOS DAS DIETAS DETOX NA ELIMINAÇÃO DAS TOXINAS ÀS QUAIS ESTAMOS SUJEITOS DIARIAMENTE. DESTA FORMA, HÁ QUE TER MUITA ATENÇÃO A TUDO O QUE COMEMOS ESPECIALMENTE AOS ALIMENTOS QUE SABEMOS NÃO SEREM OS IDEAIS PARA UMA ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL E PURIFICANTE. UMA EXPOSIÇÃO MAIS LIMITADA A ESTAS TOXINAS TRAZ MAIS SAÚDE E MENOS SACRIFÍCIO.

YourGYM Online